A imagem que reflete no espelho: Um pouco do Vitor que os escreve

10606413_767459119977753_8938328167500576074_nÉ, foi isso mesmo que você leu. Cansei de falar de problemas que ouço e de coisas que vejo, tentarei falar um pouco de mim. Não me compreendam mal, até sou narcisista e um tanto egocêntrico, mas acho que nada mais justo do que vocês entenderem um pouquinho do universo desse que vos escreve semanalmente. Acho que vocês não esperavam que eu fosse um cara perfeito, né? rs Tenho meus defeitos e são muitos! Mas tenho minhas qualidades… Não estou aqui para agradar a ninguém, mas também não vim perturbar à todos… Vamos ao meu mundo!

Eu sou um cara simples e que me julgo de fácil entendimento. Por exemplo, neste exato momento me encontro redigindo esse texto ouvindo “Like Sonny” do John Coltrane tomando um vinho chileno chamado Panul, Confesso que não sou tão fã de vinhos, mas esse tempo e a escrita me levaram à isso. Não, não fumo. Gosto das coisas muito claras! Não que eu não seja capaz de te decifrar, mas prefiro que você me diga o que quer, para que eu não tenha que ficar dando “chutes”. Em meu mundo, Família (Escrito assim com letra maiúscula, porque são as pessoas que mais amo), amigos, Deus e as pessoas que ainda vou conhecer formam os pilares dos meus relacionamento. O que é isso? Nada mais que TUDO. O que seria da vida sem os relacionamentos? Na minha humilde opinião, nada. Então, considero de grande importância a “arte” de se relacionar.

Se tudo fosse assim fácil, talvez não tivesse graça. Por isso que complica! Relacionamento não são iguais nunca. Porque não existem duas pessoas iguais ou completamente compatíveis. A palavra mais desejada/necessária de um relacionamento chama-se adaptação. Uma salva de palmas para Darwin! Se os seres vivos mudam para se adaptar ao meio ou os seres vivos se adaptam para sobreviver aos relacionamentos?

Mas Vitor, você acha que só os relacionamentos são importantes? Não, mas 80% de tudo.

Em minha cabeça, parece que passa um filme a cada segundo. Basta eu parar e me pego pensando na vida e em momentos dela. Estranho seria se eu não pensasse nas coisas que aconteceram, né? Tudo que acontece na sua “timeline” fica em sua memória. Lógico que algumas coisas se prendem mais do que outras, assim como as pessoas. Então, na minha cabeça você encontra: Dúvida e certeza, amor e ódio, paixão e repulso, entrega e  desprezo, saudade e indiferença… e por aí vai! Mas Vitor o que quer dizer? O que quer dizer? Que eu sou um ser humano normal, dotado de inteligência suficiente para saber distinguir as coisas e saber a hora de liberar um sentimentos ou outro. Já ouvi dizer que eu sou um amigo para todas as horas, o melhor, mas também já ouvi dizer que eu não sirvo para ser amigo. Já fui o melhor namorado de alguém, mas também o pior… São coisas da vida! Ninguém acerta sempre.

Mas eu penso que “Para toda ação temos uma reação de força igual e contrária”. Ou algo do gênero!

Ou seja, posso ser o cara mais fofo do mundo, mas também o mais escroto. O mais legal ou o mais babaca. O mais atencioso ou o mais indiferente. O mais apaixonado ou o mais fdp… Agora é com vocês! Qual Vitor vocês querem que eu seja?

 

Make your choice!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s