Diretores que você precisa conhecer | Guy Ritchie

Guy Ritchie

Guy Ritchie

O Ressaca, hoje, começará uma série de posts dedicados a Sétima Arte e seus criadores, que tanto nos inspiram no dia a dia.

Quantas vezes assistimos aquele filme que nos faz viajar e não fazemos a mínima ideia de quem dirigiu ou produziu aquele roteiro espetacular com personagens incríveis ou aquela fotografia magnífica?

Por trás de tudo isso temos mentes brilhantes (claro, temos aqueles que se destacam negativamente, como é o caso do Batman do Joel Schumacher) como a de Guy Ritchie.

Diretor britânico, Guy, fez um estilo próprio de direção, que se iniciou em 1998 Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantescom Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes. E que estreia! Não só para ele, mas Guy lançou neste filme Jason Statham, que mais tarde seria mundialmente conhecido por seus papéis como protagonista em diversos filmes.

Por sinal, o teste para o papel de Jason era vender uma joia falsificada à um vendedor de rua como se a mesma fosse original, claro que Jason passou e o resto todos já sabemos.

A Obra Prima

Claro que essa parceria não poderia acabar. Em 2000 é lançado no cinema Snatch – Porcos e Diamantes. Para muitos, o melhor filme de Guy (inclusive para mim). O filme é acelerado e percebe-se isso em uma das cenas mais icônicas: Táxi amarelo em NY. Corta. Avião s19872756obrevoando o oceano. Corta. Homem sentado na poltrona do avião. Corta. Close no homem virando um copo de uísque. Corta. Carimbo da alfândega no passaporte. Corta. Chegamos em Londres! Tudo isso em 5 segundos (ou menos). Quando assisti Snatch a primeira vez em meados de 2009 eu me perguntei: porque não vi isso antes? É essa a sensação que ele deixa. E hoje sempre que tenho a oportunidade de assistir, eu vejo novamente. Snatch pra mim não é só o melhor filme de Guy, mas é um dos melhores filmes que já assisti. Temos um cigano sensacional interpretado por Brad Pitt, além de todos os outros personagens que marcam um filme maravilhoso que mostra o submundo do crime organizado (ou desorganizado) de Londres.


Em 2002 foi lançado Destino Insólito, uma comédia romântica estrelada pela esposa do diretor na época, Madonna. De certa forma, o filme foi dispensável na filmografia do diretor.

Em 2005, temos Revólver, o terceiro trabalho de Guy e Jason. O filme é um pouco confuso e cansativo, mas coloca a questão do quanto nosso ego pode atrapalhar nossas vidas. As críticas se dividem entre ótimo e horrível, mas vale a pena por nos fazer refletir sobre nos mesmos.

Em 2008 é lançado Rocknrolla – A Grande Roubada. O filme se destaca pelo bom elenco e pelas ótimas atuação, principalmente de Gerard Butler. O início é um pouco parado, mas conforme a trama se desenvolve, o filme fica interessante. Com 19872848muito humor negro, ótimas tiradas, um pouco de violência e vários acontecimentos inesperados, Rocknrolla é um ótimo filme e altamente recomendado.

O que nos faz chegar em 2009, com Sherlock Holmes. Guy e Robert Downey Jr. entregaram um Sherlock incrível nesta história baseada no personagem de Conan Doyle. Um filme inteligente, instigante e que prende você do início ao fim. Com boas doses de humor, na medida certa, que não tira a seriedade do filme e marca mais uma brilhante direção de Guy, que no ano seguinte nos entrega Sherlock Holmes – O Jogo da Sombras. A sequencia mantém a qualidade, mas talvez tenha pecado no humor excessivo. Muitas vezes assistindo ao filme, que se passa em Londres, você tem a sensação de estar vendo Tony Stark e não Sherlock, talvez este tenha sido um dos pontos negativos, mas não deixa de ser um bom filme, mas que ficou abaixo do seu antecessor.

Agente_da_UncleE, finalmente, chegamos no trabalho mais recente de Guy, O Agente da U.N.C.L.E.. O filme tem um roteiro absurdo, com alguns furos e um pouco vazio, mas entrega um espetáculo maravilhoso para o espectador. Aquele velho clichê de agente secreto engravatado e bem vestido ainda dá um bom pano pra manga. Claro que o  filme faz pensar que Guy teve dias melhores no cinema, mas não deixa de entregar algo interessante, apesar de ser totalmente esquecível poucos minutos após o término.

O que esperamos de Guy para o futuro?

Para o próximo ano estão previstas as estreias de Rei Arthur e Sherlock Holmes 3.

Apenas, nos resta esperar Guy e sua genialidade. O certo é que o diretor já mostrou que é capaz de entregar personagens maravilhosos e filmes marcantes. Esperamos ver muito mais dele nos próximos anos.

E não perca no próximo post do Ressaca, na série de diretores que você precisa conhecer, um post dedicada ao grande David Fincher.

Anúncios

2 comentários sobre “Diretores que você precisa conhecer | Guy Ritchie

  1. Conheço o trabalho de Guy Ritchie já faz um tempo, na verdade é um dos meus diretores preferidos, e faz pouco tempo que vi o filme a Rei Arthur a landa da espada e fiquei encantada/o, esta muito bem feita e muitas das cenas que fazem são ótima e belas. Não tem dúvida nenhuma que o seu trabalho, junto com todo o elenco deu como resultado um filme inesquecível. Deve ser por ele que grandes atores como Charlie Hunnam querem participar nos seus filmes. filmes de ação é o mais recente dos seus trabalhos, um filme que é uma referência do gênero.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s