Punho de Ferro | Resenha Crítica e Primeiras Impressões

Danny, o Punho de Ferro

Danny, o Punho de Ferro

A mais nova série do Netflix, baseada no universo Marvel, chegou ao ar no dia 17 de março e trouxe com ela o cenário que juntará o grupo dos 4 heróis de Nova Iorque que lutarão em “Os Defensores”.

A série começa com Danny Rand (Finn Jones), que retorna a Nova Iorque depois de 15 anos dado como morto após um acidente, onde o avião dos seus pais cai. Ele vai de encontro a empresa da qual seu pai era um dos donos e é recepcionado de forma completamente diferente da qual esperava.

Danny ficou 15 anos treinando para se tornar o protetor da entrada de K’un-Lun, o
Punho de Ferro, como são conhecidos os que recebem a marca de Shou-Lao , o Imortal. Porém quando há uma passagem que conecta K’un-Lun ao mundo humano, Danny abandona seu posto de protetor e volta a NY a procura de respostas para o incidente de seus pais. Em sua jornada pela verdade, ele acaba descobrindo que o grupo conhecido como “Tentáculo” (The Hand, no original) está usando a empresa de seus pais para realizar operações ilegais, da qual ele tentará a todo custo encerrar.

Punho de Ferro

Punho de Ferro

Suas habilidades reveladas na série são o Kung Fu, sua possibilidade de canalizar seu chi para os punhos para deixa-los mais resistentes e fortes, aumentando a força de seus socos e a habilidade de usar seu chi para curar ferimentos, apesar de mostrada apenas uma vez, ela é bastante importante. Danny é mestre em meditação e relaxamento, sendo capaz de entrar em um estado de transe facilmente. Ele é treinado no uso de quase todas as armas e é ótimo em localizar pontos de pressão para incapacitar, paralisar ou ferir pessoas durante suas lutas.

Símbolo do Punho de Ferro

Símbolo do Punho de Ferro

Como todas as séries da Netflix em parceria com a Marvel, ela não deixa a desejar em roteiro e qualidade de filmagem, porém não possui uma cena completamente marcante, como a cena do corredor em Demolidor. Apesar de toda a qualidade que a Netflix trás para as suas obras, as cenas de lutas deixaram a desejar, o que se torna ainda mais agravante à partir do momento que o personagem principal é um lutador de Kung Fu e tem varias cenas baseadas em artes marciais. As cenas onde Danny luta com algum personagem mais recorrente da série ou que deveria voltar a aparecer, passa a impressão de que os atores estão com medo de se machucarem e atrapalharem as gravações da série. Porém, quando a luta é contra várias pessoas e/ou figurante, não há essa sensação. Apesar desse ponto que incomoda, a série é excelente e vale muito a pena ser assistida.

Até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s